Moda para cachorro: O que é saudável e o que não é?

Veja como escolher as melhores roupinhas para cães. Ao comprar, pense em acessórios que não atrapalhem os movimentos dos animais


Não é de hoje que os animais vêm ganhando regalias dos “papais” humanos. Cada dia mais, os cães se tornam os queridinhos das pessoas. Existem hotéis para os caninos com direito a spa e a tratamento de beleza. Porém, quem pensa que a mordomia para por aí está enganado, o mundo fashion também invadiu a vida dos peludos.

Você já ouviu falar do evento “São Paulo Fashion Week”? É a semana de moda que atrai celebridades, modelos e designers de todo o mundo. A mesma ocorre em vários países e, no Brasil, o palco é capital paulista. Bom, e o que isso tem haver com cães? Tudo! Pois inspirados nesse evento, os amantes do mundo animal criaram o “Pet Fashion Week”, a versão fashionista para os caninos. O evento já foi realizado em Nova Iorque, Tóquio e até em São Paulo.

Contudo, é preciso ter cautela ao escolher quais peças devem ser usadas nos pets. O importante mesmo é manter o animal saudável e livre de futuros problemas.

O mercado chique para os cães

Moda pet está 'virando' a cabeça dos tutores com tantas peças fofas

Foto: Reprodução/ internet

A moda pet está virando a cabeça dos tutores com tantas peças fofas, inusitadas e com um charme para cão nenhum colocar defeito. São laços, gravatas, lenços, roupas para o inverno e para o verão, e até sapatinhos estão enlouquecendo os donos de cães que querem deixar o amiguinho ainda mais bonito.

No mercado, existem inúmeras marcas de roupas e acessórios para o pet. Por essa razão, fica a critério do dono escolher qual a mais adequada para o cão, com relação a tamanho, estilo e o fator conforto, que deve ser levado sempre em primeira instância.

Dicas de como escolher a peça ideal

  • Clima: No Brasil, nós temos mais dias quentes do que frios, e existem cães que são tão peludinhos e/ou gordinhos que nem precisam de tanta proteção quando a temperatura estiver baixa. Então, compre roupas adequadas ao clima e, claro, ao seu cão;
  • Material da peça: Muitas marcas usam tecidos hipoalergênicos para fazerem as roupinhas e os acessórios para os pets. Esse tipo de material é ótimo, pois ele mantém os animais livre de crises alérgicas e ainda ajuda o tutor na manutenção da higiene do peludo;
  • Conforto: Nada de comprar roupas espalhafatosas ou acessórios que possam atrapalhar os movimentos dos cães. Eles gostam de ser livres, então você como dono não deve tirar essa liberdade por um simples capricho. Escolha sempre peças que deixem o cão a vontade;
  • Tamanho: Fator indispensável na hora da compra da peça. Além de gastar o dinheiro à toa o cão não vai usar uma roupa que não coube nele. Por isso, opte por levar seu amiguinho para provar as roupinhas, se isso não for possível, leve as medidas dele e compre o produto ideal;
  • Sapatinhos: São itens bons, mas que precisam ser utilizados com cuidado e equilíbrio. Se o dono não resistir a tentação de ver o cão usando sapatinhos, lembre-se sempre de que eles precisam ser do tamanho da pata do pet, para não machucar. Outro ponto, é que eles não precisam usar esse adereço o tempo todo, caso contrário podem perder a sensibilidade do tato nas patinhas, manter unhas grandes – que incomodam os cães – e até influenciar de forma negativa na postura do pet.


Reportar erro