Escorpiões também são perigosos para os animais de estimação

Geralmente os escorpiões se alojam nos recantos do jardim, embaixo de madeiras, ralos, materiais de construção ou até podem ser pegos circulando pela casa


A preocupação dos donos de animais, sobretudo de cachorros, com animais peçonhentos que invadem as casas, deve ser constante. No verão, por exemplo, algumas residências costumam ser invadidas por escorpiões que, dependendo da espécie, podem trazer sérias consequências para a saúde do pet. Por isso, tomar algumas providências pode ajudar a evitar acidentes indesejados. Caso eles aconteçam, procurar ajuda médica é a melhor providência.

Geralmente os escorpiões se alojam nos recantos do jardim, embaixo de madeiras, ralos, materiais de construção ou até podem ser pegos circulando pela casa. Isso já justifica a preocupação que muitos donos deve ter com o seu animalzinho de estimação, caso ele venha a ser picado.

Os escorpiões

O escorpião é um animal invertebrado, artrópode e com hábitos noturnos. Por ser carnívoro, sua alimentação é baseada em outros insetos, a exemplo do gripo, cupim, moscas, grilos e baratas. Em alguns casos de escassez de comida, eles praticam o canibalismo, comendo animais da mesma espécie. Costumeiramente o ataque, que prevê picada com ferrão que carrega na ponta da cauda, é feito quando se sente ameaçado. Dependendo do tipo do escorpião e da quantidade de veneno injetada na vítima, uma picada pode representar risco de morte.

Ataques às vítimas

A preocupação maior do dono do animal é a maneira correta de proceder, caso o cachorro seja picado na sua ausência. Alguns animais tem o hábito da curiosidade, ou seja, podem não resistir ao ver o escorpião circulando pelos cantos. Inicialmente, o dono deve prestar atenção na reação do cachorro. Ela poderá indicar o que realmente aconteceu com ele.

Escorpiões também são perigosos para os animais de estimação

Foto: Pixabay

Sintomas do ataque de escorpião nos cachorros

Quando picado por um escorpião, os sintomas mais frequentes apresentados pelos cachorros são: cansaço, salivação intensa, náuseas, diarreia, dor abdominal, tremores, espasmos musculares, arritmias cardíacas, alterações da pressão arterial, convulsões, choque e até coma. Na identificação de alguns desses sintomas, leve seu animalzinho para o veterinário. Dependendo da espécie que picou o pet, o tratamento vai proceder de variadas formas, com base na gravidade que as manifestações são identificadas.

No local da picada, o animal vai sentir muita dor, inclusive, em alguns casos, o ferrão do escorpião ainda pode estar no local. Por isso é preciso ter cuidado redobrado. Para sanar a dor, o veterinário vai recorrer ao uso de analgésicos. Em seguida, o médico certamente indicará a internação do cachorro, pois só assim ele poderá ficar sob observação ou até ter o atendimento facilitado, caso apresente mais algumas reações pelo fato ocorrido.

Precauções

Para que casos dessa natureza sejam evitados, é bom que você, na posição de dono, preste atenção a algumas medidas para prevenir ou combater o aparecimentos dos escorpiões na sua residência.

A primeira delas é recorrer a um serviço de dedetização, caso seja identificado a presença desses animais; evitar o acúmulo de entulhos, entre eles restos de madeira ou de construção; cobrar a limpeza constante de terrenos baldios, pois o local também é um excelente criadouro para esses animais; evitar o acúmulo de lixo e proteger com tela os ralos e usar protetor nas portas.

Quando estiver passeando com o seu animal, fique atento ao menor contato que ele possa fazer com animais, sobretudo escorpiões. Vale também o esforço de manter os comedouros limpos.

Com essas medidas, não só os animais de estimação, mas também toda a família, estarão livres de incidentes com escorpiões.


Reportar erro