Como livrar o seu cachorro dos carrapatos

Esses nojentinhos deixam nosso amiguinho se coçando e pior, pode trazer doenças ao cão e para o dono também


Não é um fato isolado encontrarmos cãezinhos com infestações de carrapatos, ou ainda com carrapatos recorrentes. Isso pode fazer com que o seu cão sinta coceira, que é na verdade o menor dos problemas, pois os carrapatos podem trazer doenças. Além disso, o que muita gente não sabe é que, além de atacar aos cães, os carrapatos podem trazer problemas às pessoas. Existem alguns tipos de carrapatos que podem parasitar o seu cão, vamos conhecer?

Tipos de carrapatos

Os mais conhecidos são o carrapato vermelho e o carrapato estrela. O primeiro tem um ciclo de três hospedeiros e, ao terminar, terá que procurar um novo cão. Para a escolha, o carrapato usa o órgão sensorial chamado de Haller, que age como se fossem seus olhos.

O outro, chamado de carrapato estrela, ataca humanos e animais, mas é mais comum em cavalos. Normalmente encontrados em regiões de riachos ou rios, além de densa vegetação, os carrapatos estrela podem ter coloração marrom ou bege, e as fêmeas possuem um ponto branco nas costas, enquanto os machos possuem pontos por todo o seu corpo.

Como livrar o seu cachorro dos carrapatos

Foto: Reprodução

Sintomas

Os cães com carrapatos apresentam alguns sintomas que trazem muitos prejuízos para a saúde dele, além de preocupação para seus tutores. Entre os sinais da presença de carrapatos estão a febre, falta de apetite e gengivas pálidas. Ao notar esses sintomas, consulte um veterinário para que seja possível fazer exames e evitar a ocorrência de doenças como anemia, febre maculosa, babesiose e outras.

Como remover?

Utilize uma pinça sem corte, ou ainda luvas descartáveis para remover o carrapato. Segure-o o mais perto possível da superfície da pele do cachorro, diminuindo a possibilidade de arrancar a cabeça e deixa-la presa ao corpo do animal. Puxe com pressão constante, mas sem torcer ou empurrar, pois isso pode também deixar a cabeça presa, aumentando os riscos de infecção. Pode ser um pouco demorado, mas você deve puxar sempre com a mesma pressão, mesmo que ele não se solte imediatamente.

Se você precisa acabar de vez com os carrapatos, no entanto, é preciso tomar alguns cuidados especiais com produtos e técnicas. As coleiras carrapaticidas, por exemplo, são excelentes para afastar os carrapatos dos pets, assim como os banhos carrapaticidas. Existem ainda carrapaticidas em gotas, que devem ser aplicados no dorso do animal – e devem ser reaplicados após o término da ação.

É essencial, também, tratar o ambiente, pois os carrapatos podem se esconder dentro de muros, frestas de pisos ou paredes, ou ainda em vegetação. Você deve, portanto, cuidar do ambiente que seu pet normalmente fica. Sempre antes de realizar o tratamento com o pet e o ambiente, busque orientação com um veterinário profissional.


Reportar erro