Como evitar que meu cãozinho pegue carrapatos

Saiba como evitar que o seu cão pegue carrapatos e esteja em risco de contaminação pelas doenças que esses parasitas transmitem.


É sempre péssimo quando encontramos carrapatos em nossos cães, uma vez que eles são transmissores de diversas doenças perigosas que podem levar tanto cães quanto humanos à morte. Manter o seu cãozinho livre desses parasitas, portanto, não é apenas um cuidado, mas uma necessidade e até uma obrigação.

Durante a primavera, um número imensamente grande de ovos de carrapatos eclodem em jardins, gramados e outros tipos de vegetações e, com suas garras grudentas, podem facilmente se prender aos cães que estão passando, principalmente se o cãozinho for do tipo “curioso”, que gasta bastante tempo por ali.

Ao fixar-se na pelagem do animal, ele se agarra e começa a se alimentar, sugando o sangue do cão por um prazo que pode ser de vários dias. Com essa alimentação, qualquer microrganismo do carrapato poderá se alojar também no cachorrinho, e é exatamente isso que não queremos.

Como evitar que meu cãozinho pegue carrapatos

Foto: Reprodução/ internet

Mas como manter o carrapato longe do meu cão?

Pipetas de medicamento

A primeira dica recomendada é algumas pipetas de medicamentos que são vendidas em farmácias veterinárias. Essas normalmente podem ser aplicadas na nuca do cão e são utilizadas para a prevenção da infestação de carrapatos. Esse método é indicado para cães que vivem em locais onde o risco de nova infestação seja baixo, pois é somente preventivo. Pode ser aplicado a cada mês, mas como isso varia de acordo com marca e medicamento, procure orientação médica.

Medicamentos orais

Existem também os medicamentos orais que podem ser dados uma vez ao mês e seguem a mesma promessa das pipetas: manter os carrapatos longe do cão.

Shampoos medicinais

Podem ser usados ainda alguns shampoos medicinais. Esse método é uma forma eficaz e barata de proteger o cão, mas não serve para matar os carrapatos. O banho deve ser dado, em média, uma vez a cada duas semanas, mas deve ser aplicado com muito cuidado, pois contém veneno em sua fórmula e não deve ser nunca ingerido pelo cão.

Coleiras carrapaticidas

As coleiras atuam como uma forma de prevenir os carrapatos, pois ela repele o parasita. Mas se você tem mais de um cão, isso não é muito indicado, uma vez que os animais podem lamber a coleira do outro durante brincadeiras, e ela contém venenos. Tais substâncias são liberadas em pequenas quantidades na pele do cão durante um determinado período, cuidando para que os carrapatos mantenham-se afastados.

Atenção redobrada aos carrapatos

Fique de olho: os carrapatos, mesmo com esses e diversos outros métodos que podem ser indicados pelo médico veterinário de sua confiança, podem estar alojados em seu cãozinho, e você pode sempre dar uma conferida. Depois de passeios ou brincadeiras nas áreas externas da casa ou onde os carrapatos podem estar, olhe o pelo dele cuidadosamente para checar se não há carrapatos. Observe nos locais mais quentinhos, como os dedos dos pés, dentro das orelhas, entre as pernas, nas axilas e ao redor do pescoço. Retire e queime. Se não souber como fazer isso ou temer fazer sozinho, procure ajuda de um veterinário, pois ele saberá como remover corretamente o parasita.


Reportar erro