Como escolher uma caixinha de transporte pro meu cão

Existem outros aspectos além da estética e beleza do objeto que você deve prestar atenção


Você precisa viajar e logo aparece na sua mente aquela preocupação sobre como levar seu cachorrinho. Onde levar, se ele vai ficar bem ou não, entre outros detalhes. Perceba que a maioria desses pensamentos acabam assim que se adquire conhecimento sobre a caixinha de transporte. Esse utensílio vai auxiliar todo o deslocamento e dar uma enorme segurança para o seu pet. E saiba que não é só em viagem de avião que precisa da caixa. No Brasil, andar com cães soltos dentro do carro é infração grave, o que pode lhe render multa. Portanto, escolher a caixa de forma correta é primordial para que tudo ocorra bem para o dono e para seu anilmazinho.

O que devo observar?

Primeiramente, você deve escolher uma caixa que realmente caiba seu cão. É ideal que ele consiga se mexer lá dentro, sem que suas orelhas e cabeça batam no teto. Para saber o modelo certo, meça seu bichinho da seguinte forma:

  • Para uma altura correta, a medida tem que ser dois centímetros maior que a estatura do seu pet em posição ereta com as quatro patas no chão;
  • A largura deve ser no mínimo duas vezes a medida das costas do animal;
  • O comprimento deve conter, no mínimo, a medida de todo o dorso do animal mais a altura de sua pata dianteira.

Assim, ele ficará completamente confortável, poderá se movimentar sem dificuldade e ainda terá espaço para colocar itens como comida e água – caso seja uma viagem longa. Aconselha-se que leve seu cachorrinho consigo na hora de comprar, para que se teste a compatibilidade dele com a caixa.

Caixinha auxilia todo o deslocamento e promove segurança para o seu cão

Foto: Reprodução/ internet

Qual o melhor material?

Para viajar de avião, a International Air Transport Association (Iata) determina dois tipos de caixa. Se o animal for na cabine, escolha uma de propriedades maleáveis, flexíveis. É necessário que o fundo possua um material impermeável, para a urinado animal não vazar, e que seja bastante ventilada. Já se o transporte se couber no compartimento de cargas, o ideal é que seja de um equipamento duro. Se for de plástico, escolha um bem resistente. É de extrema importância que seja um material de qualidade, para que seu pet não se machuque e viaje em segurança. Duas marcas recomendadas para esse tipo de caixa são a PetMate Compas ou PetMate VariKennel.

Se for passeios curtos, como uma ida ao veterinário ou uma volta de carro, preste atenção ao tamanho do seu cachorro. Caixas acolchoadas dobráveis são ótimas escolhas nesses casos, e são extremamente confortáveis. Se seu pet for de raça pequena, tipo yorkshire, pode-se utilizar caixas acolchoadas em forma de bolsa, em que você leva pendurado no seu ombro enquanto seu bichinho descansa.

Aspectos importantes para a caixa

Antes de comprar uma caixa, preste atenção em outros aspectos além da estética e beleza do objeto. A mesma deve possuir uma boa ventilação, portanto atente-se a aberturas na região superior, o que facilita a entrada de vento. Se a caixa for ser usada no carro ou em viagens de avião, sugere-se que não tenha rodinhas, pois pode acabar movendo-se de forma descontrolada, causando assim um acidente com seu cachorro. Outro aspecto importante é que a portinha seja segura, para evitar que se abra e seu animal caia.

Não se esqueça de colocar comida e água, e que os mesmos estejam bem fixados em alguma estrutura, que geralmente é a portinha da caixa. O tapete deve ser absorvente, para que xixi e cocô não vazem. Por fim, se a viagem for muito longa e houver essa possibilidade, dê pausas a cada duas horas. Assim, seu pet não se cansará tanto e ainda poderá dar uma esticada nas perninhas com uma pequena caminhada.


Reportar erro