Como agir em caso de vermelhidão nos olhos do meu dog?

Alteração nos olhos do cachorro pode ser decorrente de diversos problemas de saúde


Além das pessoas, os animais como cães e gatos também podem ter problemas de vermelhidão nos olhos, causada por diversos motivos que podem variar desde problemas na estrutura do bulbo ocular ou dos tecidos adjacentes até as doenças mais graves. É importante estar atento aos sintomas, pois estes, segundo a médica veterinária Letícia Séra Castanho, oftalmologista do Hospital Veterinário Batel, estão geralmente “associados à algum tipo de inflamação ocular, como ceratites e cerato conjuntivites. Mas também podem ser consequência de um glaucoma, catarata, doença orbital, trauma, hemorragias, uveítes e lesões na córnea. Por isso, é importante procurar um médico veterinário logo que notar a alteração nos olhos do pet”.

Sintomas

Os principais sintomas relacionados à irritação e aos problemas oculares são os olhos vermelhos, presença de secreção ocular, prurido – coceira -, olhos fechados ou piscando de forma excessiva, desorientação ou insegurança, além de mudanças no aspecto dos olhos, como o aumento do volume do globo ocular.

Anote todos os sintomas e leve ao veterinário para que ele possa realizar o diagnóstico corretamente.

Como agir em caso de vermelhidão nos olhos do meu dog?

Foto: Reprodução/ internet

Predisposição

Algumas raças têm predisposição aos problemas oftálmicos específicos, podendo ser congênitas – de nascimento – ou ainda adquiridas. Por exemplo, os cães jovens das raças chowchow, rottweiller, bulldog e sharpei, entre outras, desenvolvem de forma frequente algumas alterações de conformação das pálpebras, sendo necessário, nesse caso, intervenção cirúrgica. Existe também o prolapso da glândula da terceira pálpebra que surge como uma bolinha vermelha no canto interno do olho que causa desconforto e secreção ocular excessiva, e deve ser operado.

Causas

Existem causas diversas para o aparecimento dessas doenças que causam vermelhidão nos olhos, e é importante estar atento, pois algumas delas, quando não tratadas corretamente, podem causar cegueira. Se você notar incômodo sem causa aparente, procure um médico que vai analisar o caso e indicar o procedimento correto.

As causas variam de acordo com a situação. Por exemplo, a ceratoconjuntivite seca é causada pela deficiência da parte aquosa no canal lacrimal, de forma que o cão não consiga produzir a quantidade necessária de lagrimas para lubrificar os olhos do pet. Pode ser causada por falta congênita ou atrofia espontânea ou ainda uma variedade imensa de doenças, como a erlichiose, hipotireoidismo, cinomose, diabetes, sarna e hiperadrencorticismo. Por isso, é tão importante procurar um veterinário para fazer o diagnóstico e o tratamento da forma correta.

Prevenção

Infelizmente, não existem métodos que garantidamente livrem os cães de doenças oculares, no entanto, alguns simples hábitos podem fazer toda a diferença na hora de minimizar os riscos e descobrir os problemas mais cedo, auxiliando no tratamento. Confira:

  • Use shampoos específicos para a raça do cão e não deixe cair nos olhos;
  • Evite ventos fortes nos olhos do cão, como em passeios de carro, por exemplo;
  • Não deixe pelos caindo nos olhos;
  • Após o banho, não direcione o vapor do secador no rosto do cão, pois isso pode causar lágrimas excessivas e machucar os olhos;
  • Não aplique colírios sem orientação do veterinário;
  • Leve anualmente seu cão ao veterinário, preferencialmente oftalmologista e principalmente após os 5 anos de idade.

Como limpar os olhos do cão?

A higiene dos olhos do cão também é essencial. Para isso, leve em conta a raça do cão e peça sempre orientação do médico veterinário. Ao notar acúmulo de secreção nos olhos do cão, limpe com soro fisiológico, mas o ideal é fazer isso uma vez por semana.

  1. Pingue o soro fisiológico em um chumaço de gaze – não use algodão, pois desfia facilmente e pode ficar nos olhos do pet –.
  2. Passe delicadamente do canto interno da pálpebra até o canto externo, mas sem esfregar. Isso porque os olhos são muito sensíveis e o atrito pode causar lesões.
  3. Se houver sujeiras muito grudadas, umedeça bem a gaze com o soro fisiológico e limpe delicadamente, sem usar força.


Reportar erro