Aprenda a ajudar cão quando esse sofre com problemas da velhice

O corpo de um cão idoso fica propenso a desenvolver uma série de problemas, sendo alguns bem comuns, como incontinência urinária, cegueira e surdez


A velhice é uma fase delicada na vida de qualquer animal, seja ele racional ou não. Isso porque existem algumas doenças que costumam se desenvolver quando é chegado esse período. Assim como um ser humano precisa de cuidados especiais nessa parte do ciclo da vida, os animais também necessitam, e talvez até mais pois não sabem falar a mesma língua que seus tutores.

Portanto, um bom dono que preze pela vida do melhor amigo de quatro patas deve ficar atento a toda mudança de comportamento. Um cão ativo, que prefere agora ficar dormindo, ou um cachorro que tomba nos móveis da casa parecendo não enxergar como antes, precisam de um tutor responsável e amoroso como sempre teve. Acredite, na velhice, os cães voltam a ser bebês e precisam de uma atenção ainda maior vinda do tutor.

Problemas comuns em um cão idoso

Diversas doenças podem surgir devido a ausência de um sistema imunológico mais ágil. Quando os cães estão velhos o organismo não é mais o mesmo, as células também ficam velhas e demoram mais para se desenvolverem e gerarem outras novas, algumas até nem conseguem dar continuidade ao ciclo e morrem. Assim, o corpo fica propenso a desenvolver uma série de problemas, sendo alguns bem comuns, como: incontinência urinária, cegueira e surdez. Em todas elas ir ao veterinário é sempre importante para garantir a segurança do seu melhor amigo peludo.

Aprenda a ajudar cão quando esse sofre com problemas da velhice

Foto: Pixabay

Incontinência urinária

Este problema incomoda muito mais ao cão, do que a você que terá de limpar todo o espaço sujo. Não conseguir controlar a vontade de fazer xixi é frustrante para o animal, e há alguns donos que dão uma baita reclamação no pet, sem entender o real motivo de ter feito as necessidades em um local indevido.

Assim, procure o auxílio veterinário, para que o especialista lhe ajude a como lidar com essa situação. Alguns métodos eficazes são tapetes higiênicos e fraldas caninas, pois é importante lembrar que xixi pode queimar a pele do cão causando-lhe feridas, como um bebê que fica assado se estiver com xixi por muito tempo na fralda. Outras dicas é sempre passear com o cãozinho antes dele dormir, para que ele possa fazer suas necessidades, e deixar sempre uma passagem aberta, facilitando o levantar do peludo para urinar em outra área.

Cegueira

Sempre enxergar e ir perdendo essa capacidade aos poucos é um dos problemas mais cruéis para qualquer animal. Não só pelo fato de que ele irá perder o contato visual com seu tutor, mas também porque o dia a dia fica mais complicado para um cão nessas condições. Desta forma, é importante que você não mexa nos móveis da casa. O cão já está acostumado com aquele ambiente e sabe onde certos objetos se encontram, uma mudança pode desnortear o peludo.

Busque em petshops adesivos chamados de Tracer. Eles possuem um cheiro que bem útil ao faro do animal que está perdendo a visão, pois ajudam o animal a compreender o ambiente. Existem dois tipos com odores especiais, um para ser colocado nos móveis e outro no chão.

Surdez

Cães que não escutam muito bem ou que são totalmente surdos podem ter problemas com o contato. Isso significa dizer, que por não ouvirem alguém chegando perto deles podem se assustar e até atacar quem lhe queria fazer um afago. Por essa razão, avise a todas as pessoas que têm contato com o pet, para que eles não façam surpresas ao peludo.

Se o seu cãozinho perdeu totalmente a audição, uma técnica especial é andar com mais firmeza. Assim, a cada passo que você der o solo irá estremecer e essa vibração poderá ser sentida por seu peludo.


Reportar erro