Cão roendo chinelos, sapatos e outros objetos: saiba como resolver isso

Com soluções simples, paciência e tempo do tutor, é possível explicar e treinar bons modos com o pet. Veja os motivos e as soluções para calçados roídos


Você tem um cachorro e, ao mesmo tempo que ele é o amor de sua vida ou um dos presentes mais importantes que o destino lhe deu, o pet parece ser o “terrorista” que adora destruição, principalmente quando as vítimas são chinelos e sapatos. Se identificou com a descrição? Calma, você não está sozinho. Perder calçados é uma das reclamações mais feitas por quem tem um cachorro em casa, isso porque esse problema de comportamento está relacionado às necessidades que os cães possuem naturalmente.

As soluções são simples e exigem do tutor paciência e tempo para explicar e treinar bons modos com o pet. Vale ressaltar também que, tais soluções apresentadas pelo Clube para Cachorro podem ser aplicadas em outras situações. Por exemplo: se o peludo não rói os chinelos, mas sim o pé da mesa ou então a porta. Saiba que as mesmas regras podem ser utilizadas e assim sanar os problemas.

Afinal, porque o cachorro rói?

O primeiro passo para descobrir o que fazer é identificar o porquê que o animal está agindo de determinada maneira. Desta forma, o adestramento ou as medidas podem ser aplicadas de forma mais exata e a resolução do problema surge como consequência. Os motivos que levam um cachorro a destruir uma sandália ou um sapato têm o mesmo princípio: a necessidade de algo.

Cão roendo chinelos, sapatos e outros objetos: saiba como resolver isso

Foto: Pixabay

Naturalmente, os cães têm o instinto de seguir um líder. Afinal, isso era o que eles faziam antigamente quando viviam em matilha. Com o passar do tempo, os animais conseguiram ganhar os lares, mas a necessidade ter alguém no comando não passou. Caso eles não vejam o tutor como o líder da casa, os pets vão achar que precisam tomar essa posição e isso desencadeiam desvios de comportamento, a exemplo de achar que pode fazer tudo e a qualquer momento.

Outro grande motivo que leva o animal a fazer dos calçados suas “vítimas” é o nascimento da dentição. Porém, essa justificativa só cabe a filhotes com idades entre dois meses até, no máximo, um ano. A troca dos dentes pode incomodar a gengiva dos cães, e isso resulta na necessidade de coçá-la. É nesse momento que eles buscam em objetos o alívio para a coceira e até a dor que esse processo provoca.

Além disso, a falta de exercícios pode ser outra justificativa para o desvio de comportamento do animal. Por permanecerem trancados em casa sozinhos, ficam entediados e buscam gastar suas energias em outras atividades. Mastigar borrachas de calçados pode ser a saída mais viável para os peludos no momento, e eles não temeram as consequências.

Formas de eliminar esse desvio de comportamento

  • Deixe bem claro para o pet quem é o líder de sua casa. Ele não precisa temer você, mas lhe respeitar. Para isso, seja firme nas respostas negativas e saiba recompensá-lo quando ele fizer o correto;
  • Compre brinquedos para que o cão possa roer eles e não os seus calçados. Isso abre um leque de possibilidades para o animal, que por não ter o próprio passatempo acha nas coisas pessoais do dono uma saída divertida;
  • Passear com o seu peludo é importante. Além de evitar obesidade e problemas nos ossos, o ato de caminhar com o cão faz com que o mesmo gaste a energia na atividade correta. Sair com o animal em um passeio deve ser algo rotineiro e que dure pelo menos uma hora.


Reportar erro