Cachorro com medo de trovão – O que fazer?

Não existe exatamente um tratamento específico e 100% eficaz, mas seguindo algumas dicas você pode amenizar o problema


Seu cachorro tem medo de barulhos como trovão, fogos de artifício e bombinhas? Fique calmo, tudo tem solução. Esse problema, muito comum, será retratado no artigo de hoje, envolvendo causas e possíveis soluções.

Por que meu cachorro tem medo de trovão?

É muito comum encontrarmos cães que, ao som de explosões como trovões e fogos de artifício se assustam, babam, tremem, fogem e tentam se jogar pela janela ou até mesmo entrar em locais pequenos demais para eles. Isso acaba causando muitos problemas mais sérios como atropelamento, doenças relacionadas ao estresse e machucados sérios.

Mas por que isso acontece? De acordo com o instinto deles, os barulhos altos indicam perigo e, por isso, animais, de uma forma geral, fogem deles. Apesar de muitas pessoas falarem que seus ouvidos são sensíveis, é raro que isso cause dor – somente quando é próximo ao seu ouvido -. A real razão é que seus antepassados que fugiam de grandes barulhos – como de trovões e árvores caindo – eram o que mais sobreviviam.

Cachorro com medo de trovão – O que fazer?

Foto: Reprodução

O grande problema, na verdade, está relacionado às consequências que isso pode trazer ao cão, que envolve as crises e fugas citadas anteriormente. Pode ser também que o cão associe os ruídos semelhantes ao grande medo, por exemplo, a umidade do ar, o vento e mudança de luminosidade que acompanham uma tempestade, já são associados ao barulho em si, de forma que o cão começa a sofrer muito antes de a tempestade começar de fato.

Tratamento

Apesar de não existir exatamente uma cura, há algumas dicas que podem ser seguidas para amenizar o problema, e existem casos em que o cão apresentou uma recuperação total ao problema. Normalmente, os cães procuram lugares para abrigarem-se quando sentem medo, e é importante que você respeite isso. Crie um espaço com janelas e portas vedadas, e habitue o cão ao local. Dentro do ambiente, acostume-o aos sons altos como rádio, televisão, entre outros, de forma que você poderá encobrir o som da tempestade, mesmo que parcialmente.

Além disso, é importante que você brinque com ele no ambiente, para que ele não associe apenas ao barulho e ao medo. Outra coisa que você pode fazer é estar ao lado dele durante uma tempestade. Com os barulhos altos, cuide para nunca mostrar-se assustado também, seja a fonte de segurança.  Você pode também gravar o som dos trovões e fogos de artifício no celular e produzir em momentos agradáveis, mas sempre em sons mais baixos, aumentando gradativamente para acostumá-lo com o barulho.

Atenção

Você precisa, no entanto, tomar cuidado para que o cão não fique sozinho em ocasiões como dias de jogos, virada do ano ou ainda tempestades. Considere, conversando com o veterinário de seu cão, usar medicamentos ansiolíticos – para tranqüilizar -, mas proteja-o de perigos, pois pode ser que fique sonolento demais e desequilibrado, sendo perigoso bater ou cair e machucar-se seriamente.


Reportar erro