A origem da rivalidade entre cães e gatos

Você sabia que cães e gatos podem conviver em harmonia? Mas então de onde vem essa ideia de rivalidade entre esses dois animais? Confira


Quantas vezes em desenhos animados e filmes você acompanhou a rivalidade entre cães e gatos? É bastante comum nestes cenários, vermos o gato sempre fugindo do cão e aprontando com ele, fortalecendo a ideia de que cães e gatos são sempre inimigos, mesmo que nunca tenham sido apresentados antes, ou até mesmo quando têm o mesmo dono, o mesmo território e convivem juntos. Mas isso não precisa ser verdade, sabia?

As pessoas que têm cães e gatos em casa, devem ter percebido que não se trata exatamente de uma regra. Cães e gatos podem ser, sim, muito amigos, deixando para trás todo esse mito de que eles são inimigos naturais simplesmente por serem quem são. Mas então de onde surgiu essa história de inimizade?

A rivalidade

É bem possível que essa história toda tenha origem no instinto de caça dos cachorros, que precisavam capturar presas para se alimentar antes de serem domesticados. Os gatos, por sua vez, apresentam reações estranhas quando veem animais estranhos em seu território, o que reforça essa ideia de relação não-amistosa entre eles. O gato normalmente se arrepia e sai correndo, agindo como presa e estimulando, portanto, o comportamento de caça dos cães. Isso acaba sendo levado para outras gerações.

A origem da rivalidade entre cães e gatos

Foto: Free Images

Não existe, entretanto, qualquer comprovação de que os cães e gatos não se gostem simplesmente por serem cães e gatos. Essa rivalidade, sem dúvida, veio desse instinto caçador do cão, assim como da demarcação de território. Apesar de existir essa diferença histórica entre os dois animais, acostumar os dois a conviverem bem é algo totalmente possível.

Fazendo cães e gatos conviverem bem

É bastante simples, na verdade, fazer com que cães e gatos se deem bem. O gato deve ser filhote e apresentado de forma gradativa. Mas isso também vai depender da personalidade do cão e se ele está habituado com a convivência com outros animais. É importante que passem por um processo lento de socialização, antes que fiquem juntos sem supervisão. O ideal é que você sempre estimule a convivência de seu filhote com outros cães e animais desde cedo, para evitar comportamentos agressivos.

Segundo especialistas, esse entendimento entre os cães e gatos será melhor e mais fácil se forem apresentados entre os 2 e os 4 meses de idade de ambos. Sempre os apresente sem demonstrar nervosismo ou ansiedade, pois os cães e gatos percebem isso. É importante também que você não force a convivência. Apresente o cão e o gato e monitore um tempo diário deles juntos, e aos poucos começarão a, pelo menos, aceitar dividir o espaço. A amizade é algo que surgirá com o tempo, quebrando os preconceitos em torno dessa inimizade.


Reportar erro