Troca de ração

Indicamos uma maneira saudável para seu cão se adaptar mais facilmente e não ter nenhuma consequência indesejável


Uma alimentação adequada e saudável é essencial para o desenvolvimento e a saúde do cão – principalmente dos filhotes. Por isso não basta apenas dar a ele a ração mais cara ou mais famosa da loja, é necessário primeiro observar questões como o peso e o porte do cão, e até mesmo a raça, para saber escolher a ração ideal para seu bichinho, que supra todas as necessidades alimentares dele.

Os tipos de ração

No mercado existe uma quantidade imensa de rações diferentes, cada uma delas é desenvolvida para um cão de um determinado porte e peso, idade, saúde, e algumas até para uma raça específica. Os cães, assim como os seres humanos, precisam de alterações na alimentação quando passam de filhotes para adultos, e também quando passam de adultos para idosos. Alguns casos de doença ou de amamentação também exige uma alimentação diferenciada – rações medicamentosas, que devem ser dadas apenas sob a prescrição de um veterinário. Por isso é importante ficar atento ao tipo de ração mais indicado para o caso específico do seu pet.

A ração precisa ser constante

Troca de ração

Foto: Reprodução

É importante para o bem-estar do cão que a ração seja contínua, sempre a mesma, e que quando for haver alterações ela não seja brusca, mas sim aos poucos. Evite trocar a marca ou o sabor da ração, e quando for necessário mudar, você precisa tomar alguns cuidados para que o seu cão se adapte bem à nova alimentação, evitando assim que ele passe grandes períodos sem comer, ou até mesmo que venha a ter problemas gastrointestinais (diarreia é muito comum nesses casos).

Se o cão não se adaptar à nova ração e apresentar um comportamento diferente em relação às suas fezes e à urina, volte para a ração antiga imediatamente e procure um veterinário para saber como deve proceder.

Substituindo uma ração por outra

Para facilitar a adaptação do cão, ao invés de substituir totalmente a ração, misture um pouco da antiga com a nova no começo. A cada dia vá diminuindo a quantidade da ração antiga e aumentando a quantidade da ração nova, até que ela seja totalmente substituída. Essa transição demora em média 4 ou 5 dias.

É fundamental que seu cão siga com a mesma rotina de alimentação, coma sempre no mesmo horário e no mesmo local. O ideal é que o cão não perceba que está comendo uma ração nova, pois dessa forma ele pode ficar “escolhendo” apenas a ração antiga.


Reportar erro