Cuidados com a cadela no cio

Descubra quando ocorre o cio, quanto tempo dura e o que fazer durante este período para manter sua cadela saudável


Quando escolhemos o sexo do nosso pet, temos que sempre colocar muitas coisas na balança, pois ambos os sexos exigem alguns cuidados. As fêmeas, por exemplo, passam pelo cio, que nada mais é do que o momento em que a cadela estará pronta para o acasalamento.

O cio, normalmente, inicia-se na vida de uma cadela a partir dos 6 meses de idade, podendo vir a primeira vez até os 2 anos de idade. Isso varia de acordo com o porte do animal, por exemplo: quanto menor é o porte, antes começará o cio. Para os cães de porte pequeno, é entre os 6 e 10 meses de idade, e nos animais de maior porte, por volta de 1 ano de idade.

Esse período em que a cadela aceita o macho para o acasalamento acontece duas vezes no ano, de 6 em 6 meses, durando entre 6 e 30 dias.

Cuidados com a cadela no cio

Foto: Reprodução/internet

Como identificar o cio?

Você poderá perceber que a sua cadela entrou no cio quando perceber alguns sintomas, como aumento na frequência da urina, vulva edemaciada, sangramento e um comportamento mais carinhoso por parte da cadela.

Cuidados

Em primeiro lugar, esse alerta vai, principalmente, para os tutores que têm o costume de deixar os cães saírem para a rua para dar uma “voltinha”. Esse hábito, além de ser perigoso para o cão – risco de perder-se ou atropelamento, por exemplo – pode, no caso da fêmea, acabar trazendo uma gestação indesejada.

Mantendo-a em casa, você ainda vai prevenir a transmissão de parasitas, contágio de DST, e controlar a superlotação de cães de rua, trazendo benefícios para todos. Se você deixá-la no jardim da frente, isso atrairá os cães machos da rua para o seu portão, pois ela solta um aroma característico atrativo para os machos.

Anticoncepcional x castração

Muita gente procura como alternativa para a castração os anticoncepcionais caninos. Estes, no entanto, não são nem um pouco recomendados, pois pode trazer muitos problemas de saúde sérios que podem, inclusive, causar a morte da cadela.

O ideal é castrar o animal, pois assim você irá prevenir todos os problemas da gestação, e a pseudociese, que é quando a fêmea apresenta gravidez psicológica. É importante fazer acompanhamento médico para que não seja feita nenhuma medicação sem orientação.

As cadelas que são castradas antes do primeiro cio têm tendência a viver uma vida mais longa e com menos riscos de saúde e doenças uterinas, ou ainda câncer de mama. Se você não pretende cruzar sua cadela, essa é a melhor opção.


Reportar erro